Manutenção e Conserto de Esteiras Transportadoras

Conserto de Correira Transportadora

Interferência do ambiente na conservação das esteiras transportadoras

As correias transportadoras representam as artérias de um sistema de produção industrial, é ela a responsável pelo transporte dos insumos desde a extração ou recebimento destes até o local de distribuição, no caso da mineração, geralmente, até a linha férrea; no de bens de consumo, na maioria das vezes, até o caminhão. Portanto, assim como o sistema sanguíneo, as esteiras industriais estão sempre trabalhando em conjunto com outros órgãos, no referenciado caso, essses seriam representados por outros maquinários ou processos, sempre envolvendo o transporte de insumos ou produtos acabados.

É devida a essa interdependência que a correia transportadora representa dentro de todo o processo industrial que ela é uma das mais propensas a necessidade de manutenção preventiva, pois qualquer falha relacionada ao transporte de insumos ou produtos finais, tem poder de impacto direto no faturamento, o que, obviamente, fragiliza o poder de lucro. A manutenção preventiva da correia transportadora deve, portanto, procurar prever as variáveis que poderiam causar desgastes. Variáveis estas, que estão no ambiente do processo de produção.

Há situações bastante críticas que podem comprometer o bom funcionamento das esteiras industriais, entre elas encontram-se, principalmente, fatores relacionados à temperatura ou contaminação aérea por partículas com poder corrosivo.

Conserto da esteira industrial devido ao desgaste provocado por temperatura

O primeiro cenário seria responsável por variar a capacidade de peso, devido a alterações no volume das peças, e aumentar o tensionamento do sistema de transporte industrial das peças como um todo, pois cada material, de acordo com a fórmula física Q=m.c(T-To), possui um calor específico, redundantemente, próprio. Isso significa dizer que a cada grau aumentado no sistema, um material irá variar sua temperatura e, consequentemente, seu volume e resitência de formas diferentes uns dos outros.

A variação na temperatura, costuma, demandar manutenção e substituição, principalmente, em peças que sofrem atrito, pois o alto calor do ambiente, somado ao calor gerado por atrito impacta ainda mais as que se apresentam nessa situação. Geralmente uma troca de correias prestes a se romper ou do tambor de acionamento se faz necessária.

Conserto da correia transportadora devido a corrosão

Há diversos elementos corrosivos em algumas indústrias, com os quais as correias transportadoras podem, constantemente interagir. No caso de uma correia transportadora utilizada na mineração, elementos químicos variados poderiam, inclusive, derreter o aço utilizado nos sistemas de suporte. Já num cenário no qual uma correia transportadora é utilizada numa fábrica de sal, por exemplo, o problema seria do sal corroendo o zindo da pintura, abrindo caminho para a oxidação posterior das peças estruturais, compromentendo o sistema de transporte industrial interno como um todo.

Qual peça da correia transportadora consertar?

Das esteiras industriais fazem parte variados componentes. Dependendo da causa do desgaste, com consequente laudo do engenheiro responsável, é que se sabe qual estrutura da correia transportadora trocar. Segue alguns exemplos de causas usuais de manutenção, da esteira industrial, devido ao desgaste por temperatura, partículas corrosivas ou mesmo por tempo de uso:

  1. rompimento da correia transportadora,
  2. quebra de rolamentos da esteira industrial,
  3. quebra da estrutura de sustentação da correia transportadora,
  4. eixos da esteira industral
Conserto de Correira Transportadora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *